• Diamantino, 21/05/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
CONDENADO

Em decisão unânime, tribunal condena Lula em 2ª instância e aumenta pena de 9 para 12 anos 383

Desembargadores negaram recurso da defesa do ex-presidente


Fotografia: Reprodução

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) iniciou nesta quarta-feira (24) o julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo do triplex.

A imagem acima mostra o julgamento, os 3 juízes que decidirão o futuro do ex-presidente Lula.

Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Atualilzada as 16h45

Desembargador Victor Laus segue integralmente o voto do relator, Lula tem a pena aumentada, ex-presidente foi condenado a 12 anos e 1 mês de reclusão.

Laus diz que em seu voto apresenta considerações sobre o juízo condenatório e absolutório.

Atualizado as 15h55

O Desembargador Leandro Paulsen que é o revisor do processo, acompanha na íntegra o voto do relator. Ou seja, ele aumentou a pena de Lula e reduziu as penas de Leo Pinheiro e Agenor Franklin.

Neste momento o Desembargador Victor Laus inicia a leitura do seu voto dizendo que se houve uma infração penal, é óbvio que os agentes relacionados à infração não vejam com bons olhos o esclarecimento desses fatos.

Atualizado as 14h07

Julgamento é retomado em Porto Alegre - RS, após intervalo de uma hora. Relator do processo João Pedro Gebram Neto manteve a acondeçaõ de Lula e ampliou a pena para 12 anos e 1 mês.

Agora o revisor do processo, desembargador Leandro Paulsen inicia a leitura do seu voto.

Atualizado as 13h04

Relator mantêm condenação de Lula e aumenta pena para 12 anos e 1 mês

O juiz federal João Pedro Gebran Neto, relator da apelação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), confirmou a condenação em primeira instância e votou pelo aumento da pena do réu para 12 anos e um mês.

Em julho de 2017, o juiz Sergio Moro havia condenado o petista a nove anos e seis meses por corrupção e lavagem de dinheiro.

O trio, formado por Leandro Paulsen, João Pedro Gebran Neto e Victor Laus, julga nesta quarta (24) se Lula é culpado da acusação de receber propina da empreiteira OAS por meio de um tríplex em Guarujá (SP).

Caso tenha a condenação confirmada pelo tribunal, Lula poderá ser preso após os esgotamentos dos recursos na corte. Do ponto de vista eleitoral, enquadra-se na Lei da Ficha Limpa.

Mas como o petista terá direito a recorrer aos tribunais superiores pelo direito de disputar a Presidência, os próximos meses serão de incógnita sobre qual foto representará o PT nas urnas em caso de derrota de Lula nesta quarta.

Detalhando as penas:

  • Ex-presidente Lula: pena aumentada para 12 anos e 1 mês de prisão inicialmente em regime fechado, e 280 dias-multa

  • Leo Pinheiro: 3 anos, 6 meses e 20 dias de prisão, regime inicial semi-aberto, mais 70 dias-multa

  • Agenor Franklin: 1 ano, 10 meses e 7 dias de prisão, em regime aberto, mais 43 dias-multa

Manifestantes fazem atos pelo Brasil no dia do julgamento do recurso de Lula no TRF-4

anifestantes realizam atos pelo Brasil diversas cidades do país nesta quarta-feira (24), dia do julgamento do recurso ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre. O Mutum Noticias transmite ao vivo o julgamento. Assista.

São Paulo

Pixuleco é colocado na avenida Paulista, em São Paulo. (Foto: Marcelo Brandt/G1)Pixuleco é colocado na avenida Paulista, em São Paulo. (Foto: Marcelo Brandt/G1)
Homem tira selfie com boneco de Lula na Paulista, em São Paulo. (Foto: Marcelo Brandt/G1)Homem tira selfie com boneco de Lula na Paulista, em São Paulo. (Foto: Marcelo Brandt/G1)
Movimentação no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo. (Foto: Hélvio Romero/Estadão Conteúdo )Movimentação no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo. (Foto: Hélvio Romero/Estadão Conteúdo )
Protesto em apoio a Lula em frente ao prédio da Justiça Federal, em Cuiabá. (Foto: Guto Abranches/TVCA)Protesto em apoio a Lula em frente ao prédio da Justiça Federal, em Cuiabá. (Foto: Guto Abranches/TVCA)
Caminhada em defesa de Lula ocorre em João Pessoa. (Foto: André Resende/G1)Caminhada em defesa de Lula ocorre em João Pessoa. (Foto: André Resende/G1)

Veja também

RISCO TCE vê risco de colapso financeiro em MT e veta pagamento de RGA para servidores
SINTO DECEPÇÃO Fávaro diz que evitou romper com Taques antes para não desestabilizar MT
POLÍTICA “DEM marchará com Pedro Taques”, crava Wilson, apesar de críticas de Mendes e Júlio
SAIBA QUEM 31 ex-aliados decidem assinar manifesto contra reeleição de Taques
DELAÇÃO NA CARAMURU Empresário deverá devolver R$ 1 milhão para se livrar de ação
APÓS DECISÃO DO STF Juiz Sérgio Moro determina a prisão do ex-presidente Lula
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados