• Diamantino, 18/06/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
COVARDIA

Pai confessa que matou filho de cinco anos com golpe de “mata-leão”, mas perícia encontra outros ferimentos 394


Fotografia: Rogério Florentino Pereira/OD / Reprodução

Jonas Pereira, de 30 anos, que foi preso neste domingo (4) por assassinar seu filho de cinco anos, identificado como D.S.V., sob efeito de drogas, confessou que matou o menino estrangulado com um golpe de “mata-leão”. No entanto, a perícia identificou sinais de espancamento no corpo da vítima. O pai ainda disse que estava usando pasta base de cocaína desde sexta-feira (2). O caso é investigado pelo delegado Carlos Eduardo Muniz dos Santos.

A Polícia Judiciária Civil de Sinop (500km ao Norte) lavrou prisão em flagrante por homicídio qualificado contra o pai do pequeno D.S.V, morto no final da tarde de domingo (04). Em depoimento na delegacia, o suspeito Jonas Pereira, confessou o crime.

“A partir do momento em que ele foi encaminhado nós fizemos todo o levantamento preliminar para identificar como teria acontecido o fato e ele confessou a autoria do crime, confessou que estrangulou o filho dele. Segundo ele, ele havia usado droga por muito tempo seguido, e quando o menino entrou dentro de casa o pai o estrangulou, pegou a criança e o levantou estrangulando, inclusive, e depois o menino foi largado e caiu de rosto no chão. Posteriormente ele chamou a vizinha e foram à UPA”, disse o delegado Carlos Eduardo.

O suspeito teria feito uso de pasta base de cocaína desde sexta-feira (2). Quando interrogado, Jonas disse que agarrou o menino por trás, com um golpe de “mata-leão”, e depois largou o filho, que morreu ainda no local. A perícia, no entanto, verificou que a criança tinha outros ferimentos além do estrangulamento.

“O interrogatório dele foi feito pela metade, porque ele confessou a autoria do delito, mas não confessou tudo o que teria acontecido. A partir daí nós encaminhamos a criança para o exame necroscópico, e a legista, de forma bem metódica, conseguiu verificar que haviam diversas lesões bem graves na criança, além do estrangulamento, ou seja, segundo a perícia houve um espancamento antes do estrangulamento, o que causou a morte do menino”, afirmou o delegado.

As reais causas das lesões e do óbito da criança serão apresentados posteriormente em laudo emitido pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), de Sinop.

Os familiares da criança e do suspeito ainda não foram ouvidos, já que ainda estão abalados com o assassinato. O caso segue em investigação pela Polícia Judiciária Civil e demais diligências serão realizadas no transcorrer do Inquérito Policial.

O caso

A criança deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Menino Jesus, acompanhada pelo pai e por uma vizinha, com lesões provenientes de agressões físicas. A mãe do menino estaria trabalhando no momento do crime.

A Polícia Militar foi acionada e realizou a prisão do suspeito. Jonas foi então encaminhado para a Polícia Judiciária Civil que lavrou o auto de prisão em flagrante do investigado pelo homicídio doloso contra o filho.

O autuado será apresentado em Audiência de Custódia nesta segunda-feira (05), ficando à disposição do Judiciário.

Veja também

EM TANGARA Bandidos armados invadem auto escola e espalham medo e terror
EM NOVA MUTUM Força Tática prende quatro homens suspeitos de formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo
A PEDIDO DO PRIMO PM prende homem circulando no Jardim Glória com veículo furtado em Diamantino
EM TANGARA DA SERRA PM apreende revólveres, rifle, mais 700 munições e R$ 15 mil em residência no Tarumã
PERIGO Mãe descobre conversa e troca de fotos intimas do ex com a filha no WhatsApp, menina tem 12 anos
ASSASSINATO Jovem é assassinado na madrugada em Diamantino
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados