• Diamantino, 22/09/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
R$ 2 BILHÕES

Jangada vai receber R$ 139.138,27 de Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM) 350


Fotografia: Reprodução

Com a aprovação do Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM) pelo Congresso Nacional, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) volta a divulgar uma previsão de quanto será destinado a cada Prefeitura, do montante total de R$ 2 bilhões. De acordo com o texto aprovado, serão R$ 600 milhões para educação; R$ 1 bilhão para a saúde; e R$ 400 milhões para a assistência social pelo Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

"Foi um gesto do presidente [da República, Michel Temer] de reconhecimento da situação dos Municípios", reafirmou o presidente da Confederação, Paulo Ziulkoski. O líder municipalista esteve à frente das negociações com a presidência da República e com o Congresso Nacional, mantendo sempre o alerta para as dificuldades enfrentadas pelos governos locais, decorrentes da difícil realidade que se arrasta há anos.

Desde de que saiu o resultado da aprovação, a CNM tem atendido diversos gestores locais com dúvidas em relação à data do repasse e do valor. Sobre o primeiro questionamento, a entidade esclarece que a matéria aprovada deve ser sancionada pelo presidente da República. Já uma estimativa do montante destinado a cada Município pode ser conferido na biblioteca on-line da Confederação, no portal institucional da entidade. Confira a lista completa aqui.

Pauta

A reivindicação do AFM foi pauta do movimento municipalista durante o segundo semestre de 2017, e a conquista do recurso no Executivo e, agora, no Legislativo demostra a força do municipalismo brasileiro. Como todo avanço obtido pelos Municípios, esse novo AFM também foi resultado de forte mobilização e pressão intensa por parte dos prefeitos, em todo o território nacional.

Inicialmente, o repasse da verba era financeira e politicamente impossível, mas movidos pela aguda dificuldade financeira e pelo anseio de fechar as contas dentro dos princípios legais, os gestores atuaram intensamente por essa nova conquista. No parlamento, a verba extraordinária foi aprovada por meio do Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 1/2018, com o objetivo de assegurar a continuidade dos serviços públicos básicos nos Municípios.

Veja também

SENAI Assistência Social de Diamantino abre vagas para curso de Pedreiro, saiba como se inscrever
ACIDENTE Carreta carregada com sementes de soja tomba e deixa rodovia interditada em Sorriso
INCÊNDIO Tangará da Serra está entre os 30 municípios com mais queimadas em MT
RIOS Região de Diamantino receberá ações de preservação às nascentes do Rio Paraguai
CLIMA Diamantino e região devem ter tempestades de granizo
EM DIAMANTINO Prefeitura abre prazo para contribuintes em execução fiscal até Dezembro
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados