Sexta-feira, 24 de maio de 2024
informe o texto

Notícias Geral

TINHA 18 ANOS

Jovem morre após extração do dente do siso:

A história da morte da jovem de 18 anos Isadora Belon Albanese após complicações de uma cirurgia de extração de dente do siso tem repercutido nas redes sociais. O caso, que ocorreu em Porto Feliz, no interior de São Paulo, em abril, e foi tema de reportagem do Fantástico, da Rede Globo, neste domingo, 16.

De acordo com os pais de Isadora, escutados pelo Fantástico, a garota passou por um procedimento de extração de dois dentes do siso no lado direito da boca em março e teve inchaço e dores normais para esse tipo de procedimento.

Já em 19 de abril, quando passou pela segunda cirurgia, em uma clínica odontológica de Porto Feliz, para a extração dos dois dentes do siso do lado esquerdo da boca, a situação foi diferente. Dois dias depois do procedimento, em 21 de abril, ela se queixou aos pais de que não estava conseguindo dormir tamanha a dor que sentia na região.

'Ela já foi no nosso quarto gritando de dor e falando: não aguento mais, não aguento mais. A dentista me acalmou e falou: isso é previsto, calma, vamos trocar o antibiótico (...) ela teve falta de ar', disse a mãe à reportagem.

No mesmo dia, Isadora teve episódios de vômitos e a família decidiu então levá-la a um hospital. Ela precisava ser atendida por um especialista bucomaxilofacial, responsável por esse tipo de quadro. Segundo a família, só no dia seguinte, por volta das 11h, Isadora foi atendida pelo especialista.

O quadro de infecção já era grave e a jovem precisou passar por cirurgia de drenagem no local da extração. Durante o procedimento, teve uma parada cardíaca que durou quase quatro minutos. Em seguida, foi levada para a UTI, mas teve outra parada cardíaca e morreu às 6h15 do dia 23 de abril.

Caso de Isadora é raro, afirmam autoridades

Revoltados com a morte rápida e inesperada da filha, os pais de Isadora levaram o caso às redes sociais e reuniram mais de 60 mil assinaturas em um pedido para criação de uma normativa para a extração do siso, com o objetivo de prevenir que quadros como este voltem a se repetir. Eles acreditam que não foram informados corretamente sobre os riscos e cuidados necessários.

De acordo com a reportagem da TV Globo, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, órgão que fiscaliza a conduta de dentistas, recebeu o pedido, mas disse que não é possível impor norma única para a extração do dente do siso, pois isso fere o pilar da autonomia profissional.

De acordo com Sidney Neves, especialista em cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial escutado pelo Fantástico, a extração do dente do siso em si não é uma causa comum de morte. Ele enfatiza que o caso de Isadora, cuja morte se deu a partir de uma infecção - algo que pode acontecer a partir de qualquer procedimento cirúrgico -, é bastante raro.

Em nota ao Fantástico, o Hospital Modelo de Sorocaba, onde Isadora foi atendida, disse que ela foi submetida a uma bateria de exames que constatou um quadro já grave de infecção e que, mesmo com medicamentos, o estado se agravou para infecção generalizada.

A unidade de saúde disse ainda à TV Globo que o médico que realizou a cirurgia é especializado em operações bucomaxilares e que o procedimento seguiu todas as normas, mas os esforços empregados foram insuficientes. Procurado pelo Estadão, o hospital ainda não se manifestou.

A dentista que atendeu Isadora, cujo nome não foi divulgado, disse ao programa que todas as medidas pré e pós-operatórias foram tomadas e que deu as devidas orientações à família. Ela afirmou à TV Globo que lamenta o ocorrido.

 
Sitevip Internet