Quinta-feira, 23 de maio de 2024
informe o texto

Notícias Política

ASSÉDIO E ABUSO

Secretário de prefeitura em MT é exonerado após denúncias de servidora

O secretário de Assistência Social de Juína (745 km de Cuiabá), Alessandro Barbosa, foi exonerado após denúncias de abuso e assédio sexual feitas por uma servidora da pasta. O anúncio da exoneração foi feito pelo prefeito de Juína, Paulo Augusto Veronese (Podemos), na tarde desta quarta-feira (8).

Conforme informações do boletim de ocorrência, Alessandro teria feito diversas vítimas dentro da pasta e uma delas teria tido coragem para procurar a delegacia e fazer a denúncia. No documento ao qual a reportagem do Estadão Mato Grosso teve acesso, a vítima conta que teria sido assediada por Alessandro logo no primeiro dia em que começou trabalhar na secretaria.

No relato, Alessandro entrou na sala da servidora, a agarrou pelos pulsos e a beijou a força. Em outra ocasião, a mesma servidora relatou que estava trabalhando quando o secretário apareceu e se trancou com ela no banheiro. Lá dentro, o secretário teria obrigado ela a ficar quieta enquanto, supostamente, se masturbava na sua frente. A vítima ainda diz que acha que Alessandro pensa que ela corresponde aos abusos cometidos por ele. A vítima teria pedido para ele parar, mas o secretário não teria parado.

Na terceira ocasião, a servidora e o secretário estavam voltando à secretária quando Alessandro desviou a rota e foi até um terreno baldio próximo a uma escola. Lá, o secretário teria tentado abusar da vítima, tentando tocá-la e falando coisas de cunho sexual.

Após mais esse episódio de assédio, Alessandro teria retornado com a vítima para a secretaria. A mulher ainda conta que Alessandro sempre tenta assediá-la quando estão sozinhos. Aos policiais, a vítima denunciou que outras mulheres também estão sofrendo assédio nas mãos do secretário, mas que não denunciam por medo de perderem o emprego.

A mulher também narra que tem medo do julgamento da família, mas que tomou coragem para denunciar o secretário após os vários episódios de abuso sexual.

O caso é investigado pela Polícia Civil.

EXONERAÇÃO

Em entrevista, o prefeito Augusto Veronese declarou que afastou o secretário para que a investigação ocorra de forma tranquila. Veronese também repudiou o fato e defendeu punição para o secretário caso as acusações se confirmem.

“Nos estamos exonerando o nosso secretário para que a gente possa aí dar sequência e tranquilidade no desenrolar dos fatos que tem acontecido. Recebemos através de informação sobre um boletim de ocorrência, fomos averiguar e realmente existe um boletim de ocorrência contra o secretário e acho que o melhor que a gente tem que fazer é dar oportunidade de esclarecimentos futuros, de buscar cada uma dentro das suas prerrogativas e, caso tenha culpa, tem que ser punido”, declarou o prefeito.

A portaria com a exoneração de Paulo foi divulgada ainda ontem, veja abaixo o documento

 
Sitevip Internet