Sexta-feira, 24 de maio de 2024
informe o texto

Notícias Política

ALFINETADA

Botelho rebate adversários e diz não fazer campanha em nome de ninguém

O parlamentar ironizou os demais pré-candidatos que estão 'escorados' em lideranças nacionais ou estaduais

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União), rebateu os adversários que estão se escorando em lideranças estaduais ou nacionais e alegou não fazer campanha em nome de ninguém. 

“Não estou fazendo campanha em nome de ninguém, em nome de A ou B, eu sou Botelho, de Deus e do Povo, não tenho preocupação de ser candidato do Mauro, de ‘Manel’, de Lula, de Bolsonaro. Não sou candidato de ninguém, sou candidato de Deus e do povo”, declarou na manhã desta quarta-feira (22). 

A declaração alfineta a maioria dos seus adversários, uma vez que todos eles representam alguma liderança, como o caso do próprio colega de partido, Fábio Garcia (União), que é o escolhido do governador Mauro Mendes. Além do deputado federal Abilio Brunini (PL), candidato declarado do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), e até mesmo o deputado Lúdio Cabral (PT), que estaria ligado ao presidente Lula, assim como o vice-prefeito José Roberto Stopa (PV), está ligado diretamente ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).  

Botelho agora aguarda uma nova reunião com Mauro, que segundo ele deve ocorrer até semana que vem, para definir, enfim, se deixa ou não o União Brasil. O governador chegou a colocar um critério para a escolha do candidato, que seria a pesquisa qualitativa. No entanto, o parlamentar discorda. 

“A pesquisa qualitativa é importante, mas não pode desprezar a quantitativa, porque ela é numérica, é a vontade da população, e a qualitativa indica uma tendência de quem pode crescer, mas é subjetiva”, argumentou.
 
Sitevip Internet