Quinta-feira, 23 de maio de 2024
informe o texto

Notícias Polícia

CASO SIMONE ROSSI

Motorista invade ponto de ônibus e atropela homem em Várzea Grande

Motorista invade ponto de ônibus e atropela homem em Várzea Grande

Foto: Montagem | Olhar Direto

Uma empresária identificada como Simone Sandra Rossi, de 39 anos, foi morta dentro da própria casa, localizada na Avenida 2 de dezembro, em Aripuanã, a 976 km de Cuiabá, nessa sexta-feira (2). Simone era muito conhecida por ser proprietária de um restaurante no município. O principal suspeito do crime, identificado como Cleiton Ramalho dos Santos, morreu após se jogar do Mirante Salto das Andorinhas, também em Aripuanã, relatou o Tenente Coronel da PM, Alexandre Dallacqua.

Em entrevista ao g1, um amigo e funcionário do estabelecimento de Simone, confirmou que ela e Cleiton eram namorados.

 

A Polícia Militar relatou que a vítima foi encontrada com hematomas no pescoço e na cabeça, indicando que o crime havia ocorrido há um certo tempo. Segundo o Tenente, a causa da morte de Simone foi traumatismo craniano.

De acordo com a polícia, Cleiton fugiu do local utilizando o carro da vítima. Durante as buscas, os agentes policiais encontraram o veículo estacionado próximo a Cachoeira Salto das Andorinhas.

Ao se aproximarem, os policiais viram o suspeito pendurado no mirante e, segundo eles, o homem ameaçava constantemente que iria se jogar.

A PM relatou que os agentes pediram inúmeras vezes para que Cleiton ficasse calmo e que voltasse para cima. No entanto, ele continuou dizendo que iria tirar a própria vida.

Ainda de acordo com a polícia, por volta das 16h, Cleiton se jogou do penhasco e morreu devido a queda. Segundo o tenente, o suspeito trabalhava em uma empresa de mineração em Aripuanã. A Polícia Civil segue investigando o caso.

Nas redes sociais, a população de Aripuanã se mostra inconformada com toda a situação. Já amigos e familiares de Simoni, lamentam o ocorrido e prestam homenagens a ela.

"Era uma boa pessoa, de um coração enorme, uma boa mãe, uma boa patroa, não tratava nós como funcionários e sim como filhos dela… alegre, de sorriso lindo e espetacular", disse um dos funcionários do restaurante.

Violência

Um estudo divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, nessa quinta-feira (30), com base em dados de 2022, apontou que Aripuanã é a cidade mais violenta da região da Amazônia Legal, em Mato Grosso.

O município está localizado na região chamada de ‘Nortão Matogrossense’, com uma população de 24.626, segundo o censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Feminicídio

Entre os nove estados que compõem a região da Amazônia Legal, Mato Grosso foi o terceiro estado com maior taxa de feminicídio (2,6) em 2022. A maior taxa de feminicídio no último ano ficou para Rondônia, que apresentou 3,0 mortes por 100 mil, seguido do Acre com taxa de 2,7.

 
Sitevip Internet