Quinta-feira, 23 de maio de 2024
informe o texto

Notícias Polícia

BRUTALIDADE INDESCRÍTIVEL

Mulher tem costas esfoladas ao ser espancada por várias horas em MT

Jardel Alves Gonçalves, preso pela suspeita de submeter a sua companheira, Mariana Lima Pereira, a um regime de agressões e torturas, teria dito a vítima que conseguiria sair da cadeia por ser réu primário e a mataria lentamente quando a encontrasse de volta. Jardel é suspeito de agredir a esposa diversas vezes e no episódio mais recente, teria espancado Mariana da noite de domingo (10) até a madrugada da segunda-feira (11).

As informações foram obtidas pela reportagem do Estadão Mato Grosso nesta quarta-feira (13). A fonte da reportagem detalhou que a vítima estava com o suspeito desde que ela tinha 15 anos. Atualmente, 13 anos depois, o casal possuí dois filhos e coleciona três términos.

 

Ainda conforme a fonte, a vítima não denunciou as agressões durante todos esses anos e aceitou permanecer com Jardel por causa dos filhos.

Acerca do último episódio de violência sofrido pela vítima, tudo teria começado quando Jardel parou de beber por volta das 19 horas e partiu para cima de Mariana. Com violência e armado com uma vara, Jardel teria esfolado as costas da mulher e usou mais duas varas que se desmancharam durante as agressões que só terminaram às 00h30 desta segunda-feira.

Como se não bastasse, as agressões foram feitas na frente dos filhos e Jardel ameaçou Mariana de morte caso ele fosse denunciado.

“Sei que você amanhã pode me denunciar à Polícia e se eu ser preso, mas saiba que eu sou réu primário, tenho endereço fixo e carteira assinada, saio no mesmo dia e irei atrás de você onde for, vou te caçar e quando encontrar vou te matar aos poucos”, disse a vítima, lembrando da fala do suspeito enquanto a agredia.

No dia seguinte, a vítima aproveitou que Jardel esteve fora de casa para trabalhar e fugiu, deixando os filhos sob os cuidados da vizinha até que ela procurasse segurança. A denúncia foi encaminhada ao Plantão 24 horas da Mulher, que conseguiu prender o agressor em uma chácara da família dele no Coxipó do Ouro.

Jardel está preso e a disposição da Justiça.

 
Sitevip Internet