Terça-feira, 16 de abril de 2024
informe o texto

Notícias Polícia

DECAPITADO VIVO

Homem foi emboscado e executado por suspeita de trair o Comando Vermelho

Homem foi emboscado e executado por suspeita de trair o Comando Vermelho

Foto: Montagem | Gilberto Leite | Estadão MT

Eleandro Brandino, de 27 anos, sequestrado e decapitado por membros do Comando Vermelho, teve sua execução encomendada por ter supostamente traído a facção e estar dando informações à facção rival, Primeiro Comando da Capital (PCC). Nesta quarta-feira (31), mais dois envolvidos na execução de Eleandro foram presos em Sorriso (391 km de Cuiabá).
A informação das duas novas prisões foi divulgada pela imprensa local, durante uma coletiva de imprensa realizada com o delegado Bruno França, responsável pela divisão de homicídios no município.

 

Nas palavras do delegado, os dois presos de hoje tiveram seus mandados de prisão deferidos pela Justiça e uma operação foi deflagrada para cumprir esses mandados.

Dos dois suspeitos, um foi preso traficando drogas em um prostíbulo. O outro suspeito não teve informações sobre sua prisão reveladas.

O Crime

Eleandro Brandino, conhecido pelo apelido de “Profeta”, foi atraído até a emboscada sob o pretexto de que ele iria usar drogas com outras pessoas. Lá, ele foi rendido pelos criminosos, torturado e levado até onde ele foi decapitado ainda vivo.

O corpo foi enterrado em uma cova rasa e encontrado na tarde do dia 18 de janeiro, uma quinta-feira (18).

À época do crime, dois menores de idade foram apreendidos pela Polícia Militar. A função deles era de ficar de vigia e observar se policiais estavam chegando ou não.

O caso continua sendo investigado.

 
Sitevip Internet