Domingo, 23 de junho de 2024
informe o texto

Notícias Cidades

DISCURSO EM DIAMANTINO

Bolsonaro diz que zerou invasões e armou “pessoas de bem”

Ex-presidente esteve na cidade na segunda (8) para anunciar apoio à candidatura de Chico Mendes

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) fez um discurso na noite de segunda-feira (8) em Diamantino defendendo pautas conservadoras, como ampliação do direito à arma de fogo, propriedade privada e o combate às drogas.

 

Em um discurso que durou menos de cinco minutos, em um ato político que ocorreu no início da noite para anunciar apoio à pré-candidatura de Chico Mendes (União) a prefeito da cidade, o ex-presidente defendeu medidas adotadas em sua gestão. 

 

“O que vocês querem de nós? O respeito da classe política. [...] Queremos o respeito à propriedade privada, o respeito à família, a não liberação das drogas, não ao aborto, não à ideologia de gênero”, disse.

 

 

 

 

Chico Mendes e Jair Bolsonaro

O pré-candidato a prefeito de Diamantino, Chico Mendes e Jair Bolsonaro

“Ao longo desses quatro anos, [com] todos os problemas que o Mundo teve nós conseguimos completar 2022 com saldo em caixa. Levamos água para o Nordeste, criamos uma coisa que vocês não vivem mais sem ele, que é o PIX. Trabalhamos e muito”, emendou.

 

Seu discurso teve semelhanças com o feito em Cuiabá, onde esteve na manhã de segunda, e reuniu cerca de 10 mil pessoas na Praça 8 de Abril. Em Diamantino, no entanto, Bolsonaro não fez críticas tão claras à atual gestão do presidente Luiz Inácio Lula Silva (PT).

 

No entanto, apontou “retrocessos” nas políticas implantadas pelo seu governo, como a restrição ao porte e posse de armas no País durante a gestão petista, e o aumento significativo na invasão de terras por movimentos sociais.

 

“Enquanto eu fui presidente o MST [Movimento Sem Terra] não invadiu. Nós demos a vocês, pessoas de bem, o legítimo direito à defesa. A arma é algo para ser usada com responsabilidade. A arma evita mortes, e nós reduzimos de 60 mil para 40 mil as pessoas mortas por arma de fogo ao longo do nosso mandato”, disse.

 

Estado do agro

 

Bolsonaro citou Mato Grosso como o “Estado promissor” por conta do agronegócio e destacou a construção da Ferrogrão, a ferrovia de 933 km que vai ligar Sinop ao Porto de Miritituba (PA). 

 

“Se Deus quiser daqui de Sinop teremos a linha férrea até Miritituba, e tenho certeza que toda região será beneficiada.  Mato Grosso é o estado do agro, promissor. Do qual nos orgulha e nos engrandece perante todo mundo”, disse.

 

O ex-presidente cumpriu agenda em Campo Novo dos Parecis nesta terça-feira (9) e deve deixar Mato Grosso ainda esta noite.  

 
Sitevip Internet