Sábado, 13 de julho de 2024
informe o texto

Notícias Geral

DISPONIVEL

'Não vamos fazer concorrência com a produção nacional', explica Rosa Neide sobre arroz importado

 

Com as chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul, o arroz disponível no mercado já começa a ser uma preocupação para os consumidores e para os produtores do grão. Em Cuiabá, alguns supermercados já limitam a compra do alimento, mesmo ainda não sendo necessário tamanho alerta.

Em entrevista ao Tribuna nessa quinta-feira (16), a diretora-executiva de administração, finanças e fiscalização da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Rosa Neide, tranquilizou a população sobre a falta de arroz e disse que mais de 80% da safra já foi colhido e não afetado pelas chuvas.

“Somente 20% da safra ainda estava no campo, desses 80% que estão em armazém uma pequena parte foi afetada pela chuva, seja pela chegada da água ou pela umidade”.

No dia 10 de maio, o presidente Lula assinou uma medida provisória (MP) que autorizou a importação de 1 milhão de toneladas de arroz para os locais que estão em falta.

“O arroz aprovado pelo governo federal é para os locais que possuem risco de falta, que a primeira possibilidade é na região nordeste do país. Mas será feito um levantamento, excluindo as áreas produtoras e focando nas que já estão em dificuldades”, explicou.

Inicialmente as compras serão realizadas do Mercosul, dos mercados da Argentina, Paraguai e Uruguai. “O Mercosul já possui um mercado aberto, sem problema de taxa, aprovações para fazer aquisições”. 

Conforme a diretora, em conversas com os presidentes dos sindicatos e produtores de arroz eles informaram que possuem o grão para subsidiar e para manter o mercado tranquilamente.

“Quando a gente fechar o levantamento do Rio Grande do Sul, pode haver uma baixa. Porque lá, nós temos os problemas das estradas, mesmo com arroz em condições de entregar para resto do país, nós temos o problema da retirada do arroz do estado, devido às estradas fechadas”.

Em contrapartida, com as diversas notícias sobre a provável falta de arroz, mercados da capital já estão limitando a compra do alimento da população.

 
Sitevip Internet