Domingo, 23 de junho de 2024
informe o texto

Notícias Cidades

TRADIÇÃO

Percorrida da Bandeira do Divino Espírito Santo encerra com muita emoção

A percorrida no município se tornou uma tradição cultural celebrada há 200 anos

A Prefeitura de Diamantino, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, promoveu nos dias 04, 11 e 18 de maio a Percorrida da Bandeira do Divino Espírito Santo. No último dia os devotos e fiéis passaram pelo centro histórico e encerraram o trajeto depositando a bandeira na Igreja Matriz Imaculada Conceição.

De acordo com a secretária da pasta, Raquel Pinho, o objetivo da iniciativa valoriza as tradições históricas, e contribui para a preservação da história cultural de Diamantino.  Assim, é possível manter viva uma prática que foi iniciada há 200 anos.

“Cada vez mais realizamos ações com foco na promoção do resgate a cultura local e não poderia ser diferente com a percorrida, uma tradição que faz parte da história de nossa amada Diamantino. Nosso papel é justamente apoiar a continuidade da nossa cultura imaterial para as futuras gerações.”

De acordo com a gerente de preservação do patrimônio histórico da pasta, Mylene Paese, desde de inicio de 1800 há registros da percorrida e 1828 nos diários de expedição do médico, Georg Heinrich Von Langsdorff, com a Percorrida do Divino Espírito Santo no município.

“Desde o início do século XIX há registros da percorrida em Diamantino e nos diários de Langsdorff há anotações e pinturas em 1828 de devotos e músicos percorrendo as estradas de Diamantino com a bandeira do Divino Espírito Santo.”

Mylene Paese, ainda explicou como é celebrado esse momento desde os primeiros registros. “Dentro da tradição, a bandeira é passada para o ministro religioso da igreja católica que realiza o ato sacro na auriflama. Os devotos e músicos percorrem as ruas e concedem a bandeira para os fiéis em suas residências e conforme o costume entende-se que o ato sacro passará para a residência.”

Ela ainda completou: “Os fiéis então prendem uma doação na bandeira e o mesmo a  carrega para a próxima residência. Ao final da percorrida a bandeira é depositada na igreja.”

O instrumentista da percorrida, há 60 anos, Cláudio Santana, contou como conheceu a percorrida e a emoção de vivenciar a tradição.

“A minha história com a percorrida iniciou há 60 anos, a convite de um amigo comecei a minha caminhada com a fé, formamos a velha guarda e hoje sou o único da minha geração a continuar na percorrida. Sou grato por ver que uma tradição que começou a há 200 anos continua no município.”
 
Sitevip Internet