Sábado, 13 de julho de 2024
informe o texto

Notícias Cidades

ZPE EM LUCAS

Lucas do Rio Verde dá mais um passo para implantar ZPE

Com a intenção de Lucas do Rio Verde de estabelecer uma ZPE, Mato Grosso poderá contar com duas dessas zonas, juntamente com a ZPE de Cáceres

O prefeito de Lucas do Rio Verde (330 km de Cuiabá), Miguel Vaz (União), formalizou o interesse em estabelecer uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE) no município perante o Conselho de Zonas de Processamento de Exportação (CZPE), em Brasília.

A ideia já é trabalhada desde 2023, com intuito de capitalizar a convergência de três ferrovias e estabelecer um polo industrial na região:

Lucas do Rio Verde receberá o terminal da Ferrovia Estadual Senador Vicente Emílio Vuolo, que vai interligar o município com Rondonópolis, à Ferronorte, garantindo saída de toda produção local ao Porto de Santos. E também será o local de chegada da Ferrovia de Integração do Centro Oeste (FICO), assegurando uma saída ao Porto de Malhado, em Ilhéus (BA).

Embora a Ferrogrão não tenha um terminal previsto em Lucas do Rio Verde, sua presença em Sinop, a 150 km de distância, proporcionará uma rota alternativa para escoar a produção pelos portos do Norte, como o de Porto de Itaqui (MA).

“Com a implantação da ZPE e com a chegada da ferrovia, poderemos ser um grande centro de distribuição logístico. Participamos em Brasília da audiência que discutiu o tema, foram duas horas de muito aprendizado sobre o atual cenário das ZPEs. Saímos de lá protocolados com a nossa carta de intenção para criar uma ZPE no nosso município. Agora, é muito trabalho pela frente, planejamento e ações para que a gente possa ter esse importante projeto para Lucas do Rio Verde”, ressaltou o prefeito Miguel Vaz na terça-feira (11), quando esteve em Brasília. 

As Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs) caracterizam-se como áreas de livre comércio com o exterior, destinadas à instalação de empresas voltadas para a produção de bens a serem comercializados no exterior, sendo consideradas zonas primárias para efeito de controle aduaneiro. As empresas que se instalam em ZPE têm acesso a tratamentos tributários, cambiais e administrativos específicos. Para o Brasil, além do esperado impacto positivo sobre o balanço de pagamentos decorrente da exportação de bens e da atração de investimentos estrangeiros diretos, há benefícios como a difusão tecnológica, a geração de empregos e o desenvolvimento econômico e social.

Outra ZPE

Com a intenção de Lucas do Rio Verde de estabelecer uma ZPE, Mato Grosso poderá contar com duas dessas zonas, juntamente com a ZPE de Cáceres, cujas obras foram concluídas em dezembro de 2023, após 30 anos desde o início do projeto. A operação está prevista para iniciar no primeiro semestre de 2025, transformando-se na terceira ZPE do Brasil, com uma área de aproximadamente 240 hectares dividida em cinco módulos destinados à instalação das empresas, além da área administrativa.
 
Sitevip Internet