Sábado, 13 de julho de 2024
informe o texto

Notícias Cidades

CPFS CANCELADOS

Dois criminosos suspeitos de decapitar mulher em São José do Rio Claro/MT morrem em confronto com as forças de segurança

Os criminosos não se renderam e entraram em confronto, sendo alvejados dentro de um dos cômodos de uma quitinete

As forças de segurança de São José do Rio Claro demonstraram mais uma vez, toda determinação e empenho na caçada aos criminosos ligados a uma facção, que executaram uma mulher com requintes de crueldade na manhã desta terça-feira (08/06).

 

A caçada teve início quando a Polícia Militar e Polícia Judiciária Civil, receberam um chamado após populares localizarem o corpo de Simone Pereira em um local de mata as margens da MT-160.

Ao chegar no local, os policiais se depararam com a mulher decapitada, com as mãos amarradas.

Os criminosos fugiram do local ao perceberem a chegada da polícia, deixando para trás um veículo Peugeot e dois aparelhos celulares.

Em posse de algumas informações, as equipes iniciaram o levantamento de imagens de câmera de monitoramento e chegaram a dois suspeitos do crime no início da noite. A polícia recebeu informações de que os criminosos estariam em uma kitnet no centro da cidade e fecharam o cerco.

Os criminosos não se renderam e entraram em confronto, sendo alvejados dentro de um dos cômodos.

A polícia encaminhou os dois imediatamente para o Pronto Atendimento Municipal, porém não resistiram aos ferimentos e morreram a caminho da unidade hospitalar. Em posse dos criminosos foi apreendido um revólver calibre 38.
 

O veículo Peugeot que foi abandonado pelos criminosos, havia sido roubado em Cuiabá/MT. As placas do veículo foram trocadas pelos criminosos para dificultar a identificação.

Segundo o Capitão da Polícia Militar Paulo Melo, esse é o destino de criminosos que decidem enfrentar as forças de segurança.

“Todas as características dos criminosos mortos no confronto, batem com as dos assassinos de Simone. Eles tiveram a chance de se render, mas preferiram optar pelo confronto e esse será o destino de quem escolher esse caminho”.

Os criminosos ainda não foram identificados, levando a polícia a crer que eles vieram para o município com o objetivo de impor o terror e executar os rivais.

“As forças de segurança vão dar resposta à altura aos criminosos que acham que vão impor o terror aqui em São José do Rio Claro. Nós não iremos aceitar esse tipo de afronta, o estado (polícia) tem que ser um estado forte” disse o Delegado de Polícia Judiciária Civil, Dr. Raphael Guerra

 
Sitevip Internet