Sábado, 13 de julho de 2024
informe o texto

Notícias Geral

JOGOS DE AZAR NO BRASIL

"Temos que deixar de ser hipócritas e legalizar esse negócio"

CCJ do Senado aprovou texto; políticos de Mato Grosso creem em fomento do turismo e crescimento de receita

O governador Mauro Mendes (União) afirmou ser “hipocrisia”  a proibição dos jogos de azar, em especial o jogo do bicho, no País. Segundo ele, a prática, considerada contravenção pela legislação brasileira, é realidade no Brasil.

 

A regularização dos jogos voltou à tona após a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) aprovar o relatório do projeto de lei que legaliza no Brasil os jogos de azar, como cassinos, bingos e jogos do bicho. O texto já passou pela Câmara Federal, e está paralisado no Senado Federal desde 2022.

 

Jogo do Bicho está acontecendo de Norte a Sul, de Leste a Oeste há décadas nesse País, na cara e barba de todos os governos que passaram por aí

Mendes disse desconhecer o PL que tramita no Congresso e por isso, deve opinar sobre o texto após uma analise aprofundado. No entanto, afirmou que a prática já acontece no Brasil e melhor seria “legalizar tudo logo”.

 

“Posso dizer, preliminarmente, que nós temos que parar de ser hipócritas nesse País. Jogo do Bicho está acontecendo de Norte a Sul, de Leste a Oeste há décadas nesse País, na cara e barba de todos os governos que passaram por aí. O melhor, então, é legalizar esse negócio”, afirmou.

 

Mendes apontou que no caso de cassinos, por exemplo, brasileiros buscam países vizinhos onde a prática é permitida para jogar. “Ou saem do país para ir jogar em cassinos da Argentina, Uruguai... É uma boa hipocrisia o que vivemos nesse país”, disse.

 

À época em que o texto estava em tramitação na Câmara, políticos do estado favoráveis ao projeto alegaram que a regulamentação dos jogos traria um impulso para a economia, em especial ao setor de turismo em Mato Grosso.

 

É que a proposta prevê que cada estado da federação poderá ter um cassino. A permissão para a instalação de cassinos em polos turísticos ou em complexos integrados de lazer, como hotéis de alto padrão (com pelo menos 100 quartos), restaurantes, bares e locais para reuniões e eventos culturais. 

 
Sitevip Internet