Sexta-feira, 24 de maio de 2024
informe o texto

Notícias Geral

Três casos de febre maculosa são investigados em Mato Grosso

Mato Grosso registrou 5 notificações de febre maculosa, sendo que duas foram descartadas e 3 estão em processo de investigação no período entre 2020 e 2023. Os dados são extraídos do informativo criado para divulgar a distribuição da doença no estado.

A febre maculosa acendeu um alerta após a morte de quatro pessoas no estado de São Paulo, que participaram de um evento na Fazenda Santa Margarida.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Mato Grosso (SES), a febre maculosa é uma doença de gravidade variável, podendo acometer as pessoas de formas leves a graves com alta taxa de letalidade.

Segundo o documento, entre 2020 e 2022 foram notificados 14 casos em humanos, sendo 4 confirmados. Já em 2023, de janeiro a 14 de junho foram notificados 5 casos da doença, sendo que destes 2 casos foram descartados por critério laboratorial, e 3 casos estão em investigação.

Sobre a doença

A Febre Maculosa Brasileira (FMB) é uma zoonose emergente transmitidas principalmente pela picada de carrapatos estrela, comum no ambiente rural e silvestre em equinos, bovinos, capivaras, gambás e outros animais que servem como amplificadores naturais, mas também pode ser transmitido por outras espécies de carrapatos, pulgas, piolhos e ácaros infectados, podendo ser fatal se não diagnosticada corretamente.

Os sintomas da doença costumam ser abruptos, que surgem entre o 2º ao 14º dia após a picada do carrapato. Incluem febre (presente em quase 100% dos casos), dor de cabeça intensa, náuseas, vômitos, diarreia, dor abdominal, dor muscular constante (Mialgia), entre outros.

 
Sitevip Internet