• Diamantino, 01/07/2022
INTEGRAÇÃO

Obra de asfalto na Rodovia do Peixe marca momento histórico para Diamantino e Alto Paraguai

A conclusão das obras de pavimentação asfáltica em 10 meses.


Fotografia: Kelve Rodrigues/Ascom

Lançada nesta quinta-feira (19.05) a obra de pavimentação asfáltica da Rodovia do Peixe, que interliga os municípios de Diamantino e Alto Paraguai e dá acesso à BR-364. A via é considerada essencial para o desenvolvimento do agronegócio e infraestrutura econômica da região.


No total, o investimento é de R$ 21.827.583,91 milhões, sendo que R$ 10.913.791,96 milhões, serão repassados pelo Governo do Estado. O restante das despesas serão custeadas pelos próprios produtores e pelas prefeituras de Alto Paraguai e Diamantino. A parceria estabelecida, por meio de convênio, prevê a conclusão das obras de pavimentação asfáltica em 10 meses.


O ato contou com a presença dos prefeitos de Diamantino, Dr. Manoel Loureiro, e de Alto Paraguai, Adair José Alves, além do vice-prefeito de Diamantino, Jozenil Costa Lube; presidente da Associação de Produtores de Diamantino, Mario Antunes Basílio; secretário de Infraestrutura, Edinho Bea;  secretário de Meio Ambiente e Cidades,  Ricardo Batista;  ex- prefeito de Diamantino, Chico Mendes; além dos produtores rurais que serão beneficiados diretamente com a pavimentação asfáltica.


O início das obras representa um momento histórico para os produtores rurais daquela localidade que há décadas sofrem os prejuízos decorrentes dos problemas na via como buracos, poeira e atoleiros. O benefício foi comemorado pelos atores desta parceria que resultou em uma conquista esperada há muitos anos.


Com 22,6 quilômetros de extensão, o trecho abrange uma área de grande concentração de produção agrícola, piscicultura e pecuária.  Desta área, 14 quilômetros é território de Diamantino e 9 de Alto Paraguai. Além da produção de lavoura, a região também conta com potencial turístico, sendo bastante frequentada por visitantes.


Dr. Manoel lembrou que concordou imediatamente com a ideia de estabelecer a parceria, assim que tomou conhecimento do assunto e comemorou a chegada do asfalto. O prefeito enfatizou que a administração municipal tem sido presente nas ações que contribuem para o desenvolvimento econômico no município e região e no que tange às propostas de incentivo aos produtores rurais.


“Assumimos o compromisso de contribuir para a realização da obra, por entender a grandiosidade deste projeto e a urgência em buscar soluções para que a Rodovia do Peixe seja contemplada com a pavimentação. Me sinto privilegiado de fazer parte de uma parceria inédita, onde a união entre os produtores, o governo estadual e as prefeituras conseguem trazer o resultado que há tantos anos esta comunidade espera”, comentou.


Acompanhando de perto o processo para realização da obra, desde 2013, o prefeito Adair está otimista com o projeto. Ressaltou que esta etapa significa o resultado de importantes passos dados lá atrás, com grandes desafios superados.


“Nos esforçamos para a elaboração desse projeto, providenciamos o licenciamento ambiental, uma tarefa complexa, mas que conseguimos superar para depois celebrar o convênio com o Estado que destinou o aporte financeiro de 50% do investimento necessário para realizar a obra. São quase 11 milhões que o Governo vai repassar e o restante das ações caberá a nós executar, oferecendo os serviços pactuados e a fiscalização dos trabalhos. É uma solução definitiva que conseguimos, um sonho de todos nós”, comemorou o prefeito.


Mario, que também é produtor na região, afirmou que a pavimentação asfáltica da Rodovia do peixe é um sonho realizado. Descreveu que o transporte de carga pode durar uma hora em apenas 7 quilômetros de percurso, por conta das más condições da estrada. O asfalto novo possibilitará a entrega mais rápida de insumos e do escoamento da produção, a redução de custos e do frete.


“Firmamos essa parceria para viabilizar esta obra de suma importância para Diamantino, Alto Paraguai e a região.  Estamos há 40 anos aqui e é um sonho realizado. Nossa esperança é que esse sonho prossiga em outros locais.  Que essa semente lançada aqui possa trazer outros projetos, porque todo mundo tem a ganhar com a benfeitoria”,  frisou.


André Neto, gerente administrativo e financeiro da Piscicultura Princesa, localizada em Alto Paraguai representou o grupo do empreendimento no ato de lançamento das obras. Destacou que, desde a instalação da piscicultura, havia a promessa de construção do asfalto, finalmente saindo do papel através da parceria público-privada.


“É um benefício muito bom. O asfalto vai passar bem na frente da empresa, além de beneficiar os nossos produtores de grão, gado e outros segmentos. Esse projeto surgiu logo que a piscicultura foi instalada aqui e hoje estamos vendo se tornar realidade”, disse.


Relato de quem conhece a estrada


O produtor rural Rodrigo Konageski detalhou as dificuldades enfrentadas em virtude do estado caótico da estrada, desde que sua família iniciou o empreendimento, há quase 40 anos, na Fazenda Lagoa Azul. Ele conta que presenciou dias de muito sofrimento e transtorno no escoamento da produção agrícola de sua propriedade, chegando a testemunhar acidentes graves em razão das más condições do tráfego.


“Nossa família está produzindo aqui desde 1985. É uma região que na época da seca tem muita poeira, já ocorreu diversos acidentes, inclusive com vítimas, por conta disso e outros problemas.  Esperávamos resposta do Governo com condições para o produtor escoar a sua safra, sua produção sem atolar e tombar caminhões”, relatou.


Konageski comemora o benefício que vai garantir segurança para colher a produção e a retirada dos grãos na hora certa, evitando prejuízos. “Significa mais segurança para o produtor, segurança de ir e vir dos trabalhadores para garantir o sustento de suas famílias.  É um trajeto de muita produção que traz muita riqueza para o nosso município e nosso estado. A gente fica feliz  que isso está acontecendo de verdade aqui na nossa região. Eu quero agradecer pelo entendimento dessa necessidade”, declarou.


Asfalto de qualidade


Na prática, os produtores e as prefeituras disponibilizarão maquinários e suprimentos necessários para executar os trabalhos de terraplanagem, isto é, a etapa de serviços preliminares tais como escavação, aterro, cascalhamento, nivelamento, processo de construção da base do solo para que o Governo entre em ação com a execução do sistema de drenagem e, por fim, a aplicação da camada de revestimento  asfáltico. A via será alargada para 9 metros de plataforma, 7m de capa asfáltica, com um metro de acostamento de cada lado.

Veja também

FIM DO PROBLEMA Sistema de drenagem resolve problema antigo de moradores do bairro Buriti
INVESTIMENTO Governador Mauro Mendes libera mais de R$ 55 milhões em convênios para Diamantino
ALERTA LOCAL Casos de Covid voltam a crescer em Diamantino e Saúde faz alertar
GOLPE Golpe promete emprego, mas invade celular para roubar dados e dinheiro
EMPREENDEDORISMO Jovem que conheceu cerveja artesanal durante cicloturismo lança marca em Diamantino
MEIO AMBIENTE Educação premia vencedores de concurso sobre Meio Ambiente em Diamantino
Publicidade

Copyright © 2013 - 2022 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados