• Diamantino, 02/07/2020
CRITÉRIO ELEITORAL

"O DEM não apoiará nenhum candidato envolvido em corrupção"

Governador reforçou tese de não apoiar "mala sem alça" e citou critério para candidaturas


O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou, nesta segunda-feira (30), que o DEM não vai apoiar, nas eleições de 2020, nenhum candidato envolvido em esquemas de corrupção.




A declaração foi dada após ele ser questionado sobre a possibilidade de o partido apoiar a reeleição do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB).


 


Na semana passada, o senador Jaime Campos (DEM) disse que a sigla teria critérios na escolha e que não descarta o apoio ao prefeito.


 


“O senador Jaime tem razão. O DEM não vai apoiar aqui na Capital, não vão apoiar em Várzea Grande, e em nenhum dos municípios de Mato Grosso, 'malas sem alça'. Também não vai apoiar nenhum candidato envolvido em esquema de corrupção”, afirmou.


 







O DEM não vai apoiar aqui na Capital, não vão apoiar em Várzea Grande e em nenhum dos municípios de Mato Grosso malas sem alça




Mendes disse que o critério será um dos principais, quando começarem o período de definição de candidaturas.


 


“Assim espero e, no que depender de mim, nenhum candidato envolvido em esquema de corrupção”, disse.


 


Ao ser questionado se a declaração dizia respeito a Emanuel, Mendes emendou: “Nenhum candidato envolvido em esquema da corrupção”.


 


O prefeito é alvo de investigações por conta de um vídeo em que aparece recebendo maços de dinheiro do então chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa. As imagens estão na delação premiada do ex-governador.


 


Jaime não descarta


 


Na última semana, o senador Jaime Campos afirmou não estar descartada a possibilidade de o DEM apoiar Emanuel.


 


Segundo ele, Emanuel está dentro do arco de aliança de seu grupo e desenvolve uma gestão exitosa na Capital.


 


Para Jaime, entretanto, a decisão passa pelo governador Mauro Mendes, que é quem tem maior peso na escolha, na visão do congressista.


 


Atualmente, ambos são adversários e trocam críticas por meio da imprensa. Para Jaime, as rusgas podem ser superadas.


 


“Se o partido tiver candidato, claro que tenho que acompanhar. Mas poderá [apoiar Emanuel]. Em política tudo é possível. Se tiver uma composição do DEM e MDB, que apoiou o Mauro Mendes, não vejo nenhuma dificuldade em apoiar Emanuel. Pelo contrário. Gosto e admiro o seu trabalho, que é exitoso e está correspondendo à expectativa de quem votou nele”, disse



Veja também

JUSTIÇA ELEITORAL Fávero tenta desfiliação do PSL e partido lembra: foi eleito com voto de legenda
PANDEMIA NO LEGISLATIVO Botelho confirma 8 casos de Covid, mas descarta “fechar” a AL
EFEITO CORONAVÍRUS Botelho: Se a crise se alongar, eleição terá que ser adiada
ASSEMBLEIA Janaina conta com apoio de 10, mas crê em reeleição de Botelho à presidência
SENADOR ACom as candidaturas de Pivetta, Fávaro e Júlio, Mauro ficará neutro, afirma Botelho
LONGEVIDADE NO PODER Carvalho elogia Botelho, mas garante que Paiaguás não interfere por reeleição na AL
Publicidade

Copyright © 2013 - 2020 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados