• Diamantino, 18/01/2021
CONTRA VIOLENCIA

Agressores de mulheres podem ser proibidos de assumirem cargos públicos em VG

O objetivo da proposta é minimizar a frequência de atos de violência contra mulher e inibir o agressor


Visando diminuir os índices da prática de violência contra a mulher, o presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande, o vereador Fábio José Tardin – Fabinho (DEM), apresentou o Projeto de Lei n° 09/2020 que veda o exercício de cargos comissionados na Administração Pública Municipal direta e indireta dentro da Prefeitura e do Legislativo várzea-grandense, a pessoa que tenha ou venha a ser condenada pela Lei Federal 11.340/2006 ou por prática de violência contra mulher.



O objetivo da proposta é minimizar a frequência de atos de violência contra mulher e inibir o agressor das mais variadas formas possíveis. O violentador além de receber sanção pelo ato, também deverá perder o cargo.



“O funcionário que venha a ser condenado pelos crimes citados no Art. 1º será imediatamente destituído do cargo”, cita trecho do projeto. O presidente destaca que a proposta também vai auxiliar na identificação desses agressores. “Vamos conseguir saber quem são esses agressores e puni-los com a exoneração do cargo. Assim, faremos um melhor controle da violência doméstica”, disse ele.


Índice


Segundo o Ministério da Saúde, a cada 04 (quatro) minutos uma mulher é agredida por ao menos um homem no Brasil, sendo que a imensa maioria sobrevive as agressões. No ano de 2018 foram registrados mais de 145 (cento e quarenta e cinco) mil casos de violência contra a mulher, seja ela física, sexual, psicológica e dentro outros tipos.


Diante o exposto acima, se faz necessário uma medida que venha minar a cultura de agressão à mulher. Peço aos nobres pares que aprovem tal medida.

Veja também

SEM VENDA DIRETA Sefaz alerta empresários sobre golpe de venda de mercadorias apreendidas
VOLTA DAS BANCAS Banca volante retoma aplicação de prova prática de direção ainda este mês
NOVO FORMATO Licenciamento e Certificado de Registro de Veículo são unificados em um mesmo documento
FERROVIA Botelho diz que se Governo Federal não quiser ferrovia, Estado tem que fazer; 2 anos para chegar em Cuiabá
ESTRADA DA GUIA Estrada da Guia e demais avenidas e entroncamentos receberão instalação de pardais eletrônicos
OPORTUNIDADE Cidade de MT faz seletivo para 100 vagas
Publicidade

Copyright © 2013 - 2021 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados